Delphina tem fila até a Torquato após hospital agendar consultas para o mesmo dia em Manaus

O Hospital Delphina Aziz, na Zona Norte de Manaus, registrou uma fila desde a unidade de saúde até a Avenida Torquato Tapajós, na manhã desta sexta-feira (9). Segundo parentes e pacientes, a situação ocorreu após o hospital agendar várias consultas para o mesmo dia.

Em nota, a Secretária de Estado de Saúde (SES-AM) afirmou que, após um pico no fluxo de pacientes nas primeiras horas da manhã, o atendimento para consultas, exames e serviços como fisioterapia do Hospital e Pronto-Socorro Dr. Delphina Aziz, ocorre dentro da normalidade.

A fila se estendeu da recepção do Delphina Aziz até a Avenida Torquato Tapajós. Do lado de dentro, aproximadamente, 1 mil pessoas circularam todo o hospital, em fila.

Já na Torquato Tapajós, veículos ficaram enfileirados com motoristas que tentavam acessar a unidade de saúde.

De acordo com as pessoas que aguardavam na fila, diversos atendimentos para diferentes especialidades foram agendados pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) e confirmados pelo hospital para as 7h desta sexta.

Na fila, havia pessoas em busca de atendimento para oftalmologista, endocrinologista, entre outras áreas.

Secretária de Estado de Saúde (SES-AM) informa que, após um pico no fluxo de pacientes nas primeiras horas da manhã, nesta sexta-feira (09/06), o atendimento para consultas, exames e serviços como fisioterapia do Hospital e Pronto-Socorro Dr. Delphina Aziz, ocorre dentro da normalidade. A unidade providenciou tendas e cadeiras para acomodar os pacientes, enquanto eles eram orientados pela equipe de assistencial sobre o atendimento.

O que diz a SES-AM
Após o registro da fila no Delphina Aziz, a SES-AM se manifestou em nota. De acordo com a secretaria, diariamente, o hospital atende, em média, 600 pessoas.

A SES afirmou que, em maio, o hospital registrou absenteísmo, quando a pessoa não comparece ou atrasa para a consulta. “Neste mês de junho, em virtude do elevado índice de absenteísmo, o hospital ampliou a oferta de marcações em 48%, tomando como base as faltas registradas no mês anterior. “, diz a nota.

Segundo a secretaria, o hospital adotou iniciativas para combater as ausências, entre elas a extensão do prazo para atendimento em até 15 dias em caso de falta do paciente à consulta; ampliação das marcações; ampliação das ofertas de serviços, entre outros.

A secretaria disse, ainda,, na guia de agendamento de consulta ambulatorial, o paciente é informado sobre a hora do atendimento. “Não havendo necessidade de chegar à unidade com muita antecedência. É importante ressaltar, ainda, que o paciente aguarde a confirmação de consulta via contato telefônico (SMS e WhatsApp), como é padrão na unidade de saúde”, destacou.

Conforme a SES-AM, nesta sexta-feira, a equipe do hospital aproveitou para atualizar o cadastro das pessoas que aguardavam o atendimento. “Uma vez que muitas estavam com os números de telefones desatualizados”, finalizou a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui