Junho Laranja alerta para doenças do sangue, como anemia e leucemia

O diagnóstico e tratamento de doenças do sangue, como anemia e leucemia, são o foco da campanha Junho Laranja. A anemia é um grave problema de saúde pública em nível global e a falta de ferro é uma das principais causas da doença, que afeta mais de 570 milhões de mulheres e 269 milhões de crianças, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O ferro é importante no transporte de oxigênio no corpo, síntese de DNA e metabolismo muscular. A anemia em menores de 2 anos, pode ter efeitos irreversíveis no desenvolvimento do cérebro e prejudicar a aprendizagem e o desempenho escolar. Nas grávidas, pode causar redução dos períodos de gestação, anemia e baixo peso do bebê ao nascer.

O hematologista do Hospital Santa Paula Vinícius Araújo Soares detalha os sintomas da doença.

A estimativa é que no mundo 42% de crianças menores de 5 anos e 40% das gestantes sejam anêmicas.

Já em relação à leucemia, o número estimado de casos novos para o Brasil, de 2023 a 2025, é de mais de 11 mil. A doença ocupa a 10ª posição entre os tipos de câncer mais frequentes.

A leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos, geralmente de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células doentes na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. Existem mais de 12 tipos de leucemia. O hematologista Vinicius Araújo Soares, chama atenção para a importância do diagnóstico.

Mundialmente, em 2020, foram estimados 475 mil casos de leucemia, o que equivale a 2,5% de todos os tipos de câncer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui